• Ricardo Veras

Alimentos arrecadados na troca dos ingressos do espetáculo de abertura do 36º Natal Luz são doados

Entidades recebem alimentos arrecadados na troca dos ingressos do espetáculo de abertura do 36º Natal Luz



Na manhã desta segunda-feira (25), o Gabinete da Primeira-Dama fez a entrega dos alimentos arrecadados na troca pelos ingressos do espetáculo de abertura do 36º Natal Luz de Gramado. Estiveram presentes o prefeito de Gramado, Nestor Tissot, a primeira-dama, Jandira Tissot, a presidente da Gramadotur e secretária de Turismo de Gramado, Rosa Helena Pereira Volk, a coordenadora do Gabinete da Primeira-Dama, Viviana Cardoso, e a vereadora Rosi Ecker Schmitt. As entidades que receberam os alimentos arrecadados foram o Vale a Pena Viver, o Centro de Reabilitação Emanuel Região das Hortênsias, Lar de Idosos Maria de Nazaré, Instituto Santíssima Trindade e a Liga Feminina de Combate do Câncer.

O espetáculo de abertura do 36º Natal Luz de Gramado, no Lago Joaquina Bier, acontece nesta quinta-feira, dia 28 de outubro, às 19h30min, e será um grande Concerto de Natal com a Orquestra Sinfônica de Gramado e uma breve apresentação dos principais espetáculos natalinos que acontecem este ano: Natalis – A Criação, Nativitaten, O Grande Desfile de Natal – Celebrando Tradições, O Reino do Natal e O Primeiro Milagre do Menino Jesus. Os portões de acesso abrem a partir das 18 horas.

A Gramadotur lembra que, com a exigência determinada pelo Estado, está sendo então necessário apresentar o comprovante de vacinação para o acesso ao espetáculo de abertura do 36º Natal Luz de Gramado. Além do comprovante vacinal, que pode ser físico ou eletrônico, o uso de máscara continua obrigatório, assim como a disponibilidade de álcool gel e distanciamento mínimo de um metro entre as pessoas. Caso ocorra a alteração das exigências sanitárias por parte do Governo do Estado, a organização do evento poderá modificar os protocolos de acesso aos espetáculos.

A comprovação da vacina pode ser obtida junto ao aplicativo “Conecte SUS” ou qualquer outro meio válido, tais como caderneta ou cartão de vacinação emitido pela Secretaria Estadual da Saúde (SES) de cada Estado ou outro órgão governamental.

Crédito: Cleiton Thiele/SerraPress