• Ricardo Veras

BRIGADA MILITAR ENTRA EM CONFRONTO COM HOMEM QUE AMEAÇOU VIZINHOS E AGREDIU COMPANHEIRA

BRIGADA MILITAR ENTRA EM CONFRONTO COM HOMEM QUE AMEAÇOU VIZINHOS E AGREDIU COMPANHEIRA EM NOVA PETRÓPOLIS



Autor que estava com uma pistola possui vasta ficha criminal veio a óbito


Na noite de sábado (14/05), a Brigada Militar na Linha Temerária, em Nova Petrópolis entrou em confronto com um homem armado, após ele ameaçar e agredir a companheira com um facão, além de invadir e ameaçar os vizinhos. Autor possui vasta ficha criminal e era apenado do sistema prisional e estava com tornozeleira eletrônica.



Por volta das 18h30, a guarnição da Brigada Militar de Nova Petrópolis havia sido acionada, via 190,e deslocado até a localidade de Linha Still Eck, após diversas ligações referente a disparo de arma de fogo, onde foi relatado que o autor dos disparos era um apenado do regime semiaberto, com dispositivo de tornozeleira eletrônica, já conhecido das guarnições e recentemente foi alvo de uma operação conjunta entre Polícia Civil e Brigada Militar.


Segundo os comunicantes o acusado estaria efetuando disparos com uma pistola. Chegando nas proximidades do local a guarnição se deparou com uma família que informou que o suspeito invadiu a residência deles, que fica em frente a do autor, ameaçado todos de morte, apontando a pistola para as pessoas. Disseram ainda que em outra oportunidade já avistaram ele portando dois revólveres. A família não quis realizar o registro, pois sabiam da periculosidade do indivíduo. Este ainda informou que se registrassem os filhos da vítima iriam morrer. Por temerem por suas vidas estes deslocaram da residência e iriam passar a noite nos parentes em Caxias do Sul.


Foi realizado buscas, mas o acusado fugiu para o mato e não foi encontrado.


Por volta das 20h15, nova informação, que dessa vez o indivíduo estaria agredindo sua companheira, fato que já acontecia durante todo o sábado.


A guarnição do 4º Batalhão de Choque (4ºBPChq), de Caxias do Sul, deslocou até a propriedade, ouviram voz de mulher gritando por socorro. Na casa foram encontradas duas mulheres e quatro crianças escondidas/encurraladas num quarto.


A companheira do suspeito, de 28 anos, apresentava lesões corporais no rosto, na cabeça, nas pernas, nas costas, nos braços e na boca. Conforme a mulher relatou, o indivíduo estava lhe agredindo e ameaçando com uma arma de fogo. As ameaças de morte e as agressões também ocorreram com um facão e com um rastel.


Ele ainda arrastou a mulher pela casa, restando o local sujo de sangue, que foi limpo por uma mulher amiga do casal, que também auxiliou a vítima de agressões a tomar banho, porque estava suja com sangue.


Na casa, residia, também, outra mulher e quatro crianças, que fugiu com os menores para o mato, quando o indivíduo começou a bater na sua companheira e dizer que mataria a todos.


Os Policiais Militares encaminharam as duas mulheres e as quatro crianças ao hospital para assistência dos ferimentos e depois Caxias do Sul para registro das agressões e ameaças sofridas.


Em ato contínuo, a guarnição realizou buscas pelo autor. Ao retornarem próximo ao portão que dá acesso ao pátio da residência visualizaram o indivíduo e deram voz de abordagem, momento que o suspeito efetuou disparos de arma de fogo contra os Policiais Militares, onde houve o confronto e o indivíduo alvejado restou em óbito no local.


O homem de 35 anos, com antecedentes por posses e portes irregulares de arma de fogo, vários homicídios tentados, furtos e tráfico de drogas, estava com pistola marca Bersa, calibre 9mm, com um carregador e uma munição intacta e mais um carregador sobressalente com 12 munições intactas no bolso. Ainda nas proximidades do indivíduo foram encontrados, os estojos deflagrados e o facão utilizado para agredir sua companheira. No portão e no muro que dá acesso ao pátio da residência restaram as marcas dos projetis disparados pelo indivíduo na direção dos Policiais Militares.