• Ricardo Veras

CANELA - Prefeitura e Sebrae apresentam cenário da retomada econômica

Prefeitura e Sebrae apresentam cenário da retomada econômica em Canela

Plano foi apresentado durante evento virtual que também tratou sobre linhas de crédito para empresários


A prefeitura de Canela, por meio da Secretaria da Fazenda e Desenvolvimento Econômico realizou na quinta-feira (29.4), o segundo evento virtual de ações da retomada econômica do Município.

Participaram do o secretário da Fazenda e Desenvolvimento Econômico, Luciano Melo, o diretor executivo do RS Garanti, Marcelo Lima, o presidente da ACIC Canela, Lucas Dias, o gerente do Sicredi, Luís Fernando Volkweiss, o deputado federal Márcio Biolchi e os representantes do Sebrae Sheila da Rosa (analista de Relacionamento com o Cliente) e César do Nascimento (Gerente Regional).

Coordenando os trabalhos o secretário Luciano Melo falou da série de medidas com o objetivo de auxiliar as empresas e contribuintes na superação da crise econômica desencadeada pela pandemia do coronavírus.

O presidente da ACIC, Lucas Dias, expôs sobre uma pesquisa realizada pela entidade com as empresas de Canela para saber o tamanho do impacto do coronavírus na economia. " Conforme a resposta dos empresários, cada empresa demitiu, em média, três trabalhadores, desde o início da pandemia", contou.

Lucas também relatou que a pesquisa mostrou que pelo menos 17% das empresas responderam que a queda do faturamento durante a pandemia ficou entre 0 e 25%. O número aumenta, quando se refere às empresas que perderam de 25% a 50¨do faturamento, chegando a 32,1% das respostas. A maior fatia está nas empresas que perderam de 50% a 75% do faturamento, nesta faixa o percentual é de 33,9%. As empresas que responderam que perderam entre 75% e 100% do faturamento representam 17% das respostas. Além disso, mais de 61% das empresas tiveram que contratar linhas de crédito para manter as atividades, sendo que 44% das que responderam a pesquisa já estão deixando de pagar impostos por falta de recursos.

O gerente da agência do Sicredi de Canela, Luís Fernando Volkweiss, destacou as ações que a cooperativa realiza para a minimização dos impactos econômicos e sociais nas comunidades. "O Sicredi possui as linhas de crédito disponibilizadas pelo Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) e se coloca a disposição para mais esclarecimentos pelo fone 3278.6900", finalizou.

Em nome do fundo garantidor RS Garanti, o diretor Executivo Marcelo Lima divulgou como funciona o acesso ao crédito e a operacionalidade junto ao Badesul, além de se colocar a disposição para esclarecer outras dúvidas.Um técnico do RS Garanti está a disposição do empresariado de Canela semanalmente para encaminhar os pedidos de financiamento. Os atendimentos são na secretaria da Fazenda do município e os agendamentos acontecem pelo fone 3282.5100.

O deputado federal Márcio Biolchi falou da articulação de programas de regularização fiscal pela União, pelos Estados e pelos municípios é urgente. "Se as empresas negativadas não tiverem acesso às políticas de financiamento, o seu custo será ainda maior por conta da redução de empregos e das perdas na arrecadação", argumentou.

Biolchi falou também que "da mesma forma é preciso garantir mecanismos efetivos de acesso ao crédito e seguir vacinando contra a Covid para a retomada das atividades e da economia. Assim, vamos permitir que os empreendedores tenham novo fôlego e reestruturem seus negócios".

Na conversa, o deputado reafirmou a parceria com o prefeito Constantino Orsolin e com as lideranças locais para apoiar ações em favor do desenvolvimento de Canela.

Encerrando o evento virtual, Cesar do Nascimento e Sheila da Rosa apresentaram o Plano de Mitigação de Perdas, uma parceria da Prefeitura de Canela com Sebrae que tem como objetivo auxiliar o empresariado canelense. Os trabalhos iniciam com o cadastramento dos interessados no site www.canela.rs.gov.br, assessoria online sobre finanças, marketing e planejamento empresarial e palestras ou lives sobre fluxo de caixa, marketing digital e turismo, tudo isso na fase I. e inovação.

“Traremos temas diversos como ecossistemas de inovações, soluções para compras governamentais voltadas aos pequenos negócios e um espaço dedicado aos jovens empreendedores, entre outros”, finalizou o secretário Luciano Melo.

Rita Souza Jornalista | Assessora de Imprensa - Prefeitura de Canela