top of page
  • Foto do escritorRicardo Veras

Corpo de Bombeiros Militar forma oito novos capitães

Corpo de Bombeiros Militar forma oito novos capitães



Na solenidade, também foi entregue o troféu Dom Pedro II para aqueles que se destacaram por suas contribuições à corporação

Duas mulheres e seis homens são os mais novos capitães do CBMRS - Foto: Nabor Goulart/Ascom Casa Civil

O Corpo de Bombeiros Militar do Rio Grande do Sul (CBMRS) realizou a solenidade de formatura de oito novos capitães do Curso Superior de Bombeiro Militar (CSBM) 2022/2024, na noite desta sexta-feira (24/11). A cerimônia ocorreu no Grêmio Náutico União, sede Alto Petrópolis, em Porto Alegre.

O curso habilitou ao posto de capitão os bombeiros militares, que receberam o título de bacharel em Ciências Militares e reforçarão o quadro de oficiais do CBMRS. Os novos capitães, duas mulheres e seis homens, após formados, farão o curso de pós-graduação em Segurança Contra Incêndio em Edificações, na Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS). Para ingressar no CSBM, é preciso ter formação superior em Ciências Jurídicas e Sociais.

A formação iniciou-se em agosto de 2022, dentro do cronograma de chamamento para reposição programada de efetivo, com carga horária de 2.445 horas-aula. Realizada pela Academia de Bombeiro Militar, incluiu disciplinas como direito aplicado à função, defesa civil, administração pública, gestão de pessoas e de recursos financeiros, combate a incêndio, busca e salvamento de pessoas e animais e atendimento pré-hospitalar.

Durante a solenidade, o secretário da Segurança Pública, Sandro Caron, destacou a formação dos novos bombeiros, que reforçarão o atendimento à população. “Agradecemos a cada membro do Corpo de Bombeiros Militar o serviço prestado à sociedade gaúcha. A corporação dispõe de profissionais capacitados e comprometidos com a segurança pública. O ingresso de novos oficiais irá fortalecer ainda mais a segurança e o bem-estar de nossa comunidade", ressaltou Caron.

As madrinhas e os padrinhos dos formandos realizaram a entrega da espada e das insígnias do posto de capitão do Quadro de Oficiais de Estado-Maior (QOEM) do CBMRS. Para o oficial, a espada representa não somente a autoridade, como também a vida militar a ser descortinada. Na promoção ao primeiro posto, ela é entregue como um símbolo material da autoridade, que deve ser usado na aplicação dos princípios e valores cultuados e praticados na carreira, como a responsabilidade, a competência e a justiça. A espada, adornada com a ave mitológica fênix, símbolo do oficial bombeiro militar, representa o enfrentamento do fogo para gerar vida e a capacidade de renascer das próprias cinzas. Também entregues na ocasião, as insígnias designativas do posto de capitão são compostas por três estrelas prateadas, cada uma com um archote dourado no centro.

Os formandos também realizaram o juramento do bombeiro militar. Em uníssono, os oito novos capitães, todos naturais do Rio Grande do Sul, pronunciaram seu compromisso ao primeiro posto: "Perante a bandeira do Brasil, e pela minha honra, prometo cumprir os deveres de oficial do Corpo de Bombeiros Militar do Rio Grande do Sul e dedicar-me inteiramente ao meu serviço”.

"Este é um momento singular para a nossa instituição, marcando a formação da segunda turma de oficiais em nossa academia, que é dotada de um currículo acadêmico específico para as atividades de bombeiro militar. Ao proferirem o juramento, comprometendo-se com o Estado, inclusive com o risco à própria vida, vocês apresentam à sociedade gaúcha uma turma altamente qualificada e pronta para servir", resumiu o comandante-geral do CBMRS, coronel Eduardo Estêvam Camargo Rodrigues.

O novo capitão do CBMRS Hortêncio Costa Machado Júnior recebeu a medalha Capitão Paulo Roberto Pedroso das Neves das mãos do secretário-chefe da Casa Civil, Artur Lemos, do secretário da Segurança Pública, Sandro Caron, e do comandante-geral do CBMRS, coronel Eduardo Estêvam Camargo Rodrigues. A medalha condecora o capitão classificado em primeiro lugar no CSBM.

Durante a solenidade, realizada em conjunto com o Jantar Baile Dom Pedro II, houve a entrega inédita do troféu Dom Pedro II, criado para homenagear pessoas que se destacaram por suas contribuições à corporação. A distinção evoca o patrono dos Corpos de Bombeiros do Brasil.

Texto: Kelly Cavedon Zaniol/Ascom SSP e Leonardo Munhoz de Moraes/Ascom CBMRS

Edição: Secom

Comments


Em destaque

Verifique em breve
Assim que novos posts forem publicados, você poderá vê-los aqui.
bottom of page