• Ricardo Veras

EGR fará série de obras no bairro Várzea Grande, Carahá e acessos ao município

Após pedido do Executivo, EGR fará série de obras no bairro Várzea Grande, Carahá e acessos ao município


Na manhã desta terça-feira (03), o presidente da Empresa Gaúcha de Rodovias (EGR), Luiz Fernando Záchia, esteve no gabinete do prefeito em exercício Luia Barbacovi para uma reunião. Acompanhados pelo secretário de Governança e Desenvolvimento Integrado, Germano Junges, pela secretária de Turismo, Rosa Helena Volk e pelos vereadores Roberto Cavallin e Rosi Ecker Schmitt, eles discutiram as demandas da cidade.

Ainda durante a terça-feira, a comitiva realizou diversas reuniões, visitas técnicas e almoçou na 31ª Festa da Colônia de Gramado. Na ocasião, Luia Barbacovi fez uma série de reivindicações do município à Estatal gaúcha. Em pauta, estiveram demandas como o refúgio central para acesso à Linha Carahá e a colocação de iluminação em trechos da RS-115 e da RS-235, nas proximidades dos pórticos de Gramado.

Na oportunidade, também foi apresentado o projeto de construção de uma rotatória no bairro Várzea Grande, entre a Av. 1º de maio e Av. do Trabalhador. “Ficou acertado que a EGR executará as obras e essas terão seu início brevemente. A previsão é que estejam concluídas antes do final do ano”, comentou o vice-prefeito Luia Barbacovi.

Segundo Barbacovi, a EGR deve realizar nas próximas semanas a construção do refúgio na ERS-115, sentido Três Coroas. “Estamos em vias de pavimentar a Estrada do Carahá e será um novo trajeto para aquelas pessoas que desejam se deslocar aos municípios vizinhos sem acessar o Centro de Gramado. Com o refúgio, os motoristas terão mais segurança ao cruzar a ERS-115”, explicou Luia.

O prefeito em exercício avalia como positiva a reunião com os diretores da EGR. “Ficamos muito contentes, pois de fato agora existem prazos para iniciar e para finalizar as obras, antes eram apenas promessas. O Executivo, a Administração Municipal, Nestor e eu, queremos garantir segurança a todos, seja pedestre ou motoristas”, finalizou.

Crédito: Ascom/PMG